quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

A Propaganda Norte Coreana Anti-Americanismo

Estilisticamente, a arte norte-coreana é muito mais do que uma mera cópia do realismo socialista da Rússia soviética. Como foi o caso da própria revolução da Coréia do Norte a arte realista socialista foi de acordo com a específica situação da Coréia com suas condições históricas e tradições culturais. Kim Il Sung, declarou que Chosonhwa (pintura coreana), pós-revolucionária da pintura a tinta tradicional, foi o melhor representante dos estilos e emoções coreanos. Ele fez das características essenciais da pintura coreana modelo para todas as artes plásticas. Kim Jong Il, em seu Tratado sobre a Arte (Misullon, 1992) descreveu as qualidades da pintura coreana como: clareza, solidez e delicadeza. Essas características tornaram-se norma aplicada a toda a arte produzida na Coréia do Norte. Como tal, eles também formam a base e modelo para a arte do cartaz. Por último, Kim Jong Il tinha mais a dizer em seu tratado sobre a arte. Como ferramentas importantes na mobilização das massas, cartazes têm que ter um impacto instantâneo sobre a compreensão dos telespectadores e o seu desejo de agir de acordo com esse entendimento. Sua mensagem tem que ser acessível, clara e direta, informativa e esclarecedora, bem como exortativo. O vínculo entre a contemplação e a ação é crucial. Um artista de cartaz é definitivamente um agitador, que, familiarizado com a linha do partido e dotado de uma aguda análise e julgamento da realidade produz um retrato empolgante de políticas e iniciativas que estimulem as pessoas a ação. Kim Jong Il se refere aos pintores de cartazes como porta-estandartes do seu tempo, imerso na realidade esmagadora e em contato com o fervor revolucionário e poder criativo das pessoas, liderando o caminho de uma posição entre os povos. 
Os cartazes são ilustrações visuais dos slogans que cercam o povo da Coreia do Norte constantemente. A sociedade norte-coreana está em mobilização permanente. As declarações do Partido do governo são reduzidas a frases de efeito de uma única linha. Através de sua interminável repetição em banners, manchetes de jornais e relatos da mídia, esses slogans compactos se tornam auto-explicativos, simultaneamente faz-se o povo interpretar e construir a realidade. 


by:Koen de Ceuster
















Como visto em Kduko e peguei algumas imagens no Google Imagens.