sábado, 26 de fevereiro de 2011

O artista que ficou rico vendendo "merda" enlatada

Piero Manzoni (Soncino, 13 de julho de 1933 — Milão, 6 de fevereiro de 1963) foi um artista italiano célebre por suas obras conceituais. É celebre sua obra Merda de Artista, dentre outras tantas que chegam a ser vendidas por mais 1 milhão de libras.

Em maio de 1961 Manzoni defecou em 90 pequenas latas e etiquetou-as com o texto Merde d'artista ("Merda de Artista"). Sendo esta sua obra mais famosa. Nos anos seguintes ele as distribuiu a várias coleções de arte por todo o mundo e angariou diversos prêmios. Muitas latas explodiram com o tempo, resultado de corrosão e de gases em expansão.

As infames latas de Manzoni foram marcadas em Italiano, Inglês, Francês e Alemão, com um texto em inglês lia-se "Merda de Artista, conteúdo líquido, 30gr recém-preservada, produzido e enlatado maio 1961". 
A intenção de Manzoni que cada lata assinada e numerada pudesse ser vendida por seu peso em ouro. Podia parecer loucura do artista que era muito ambicioso, apesar de tudo ele acabou rindo por ultimo:uma lata leiloada pela Sotheby's em 23 de maio de 2007 foi vendida por € 124.000 e, em outubro de 2008, a respeitada casa de leilões ofereceu a lata #83, com um preço estimado de £ 50-70,000.



Como visto em O Kduko.