quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Conheça os 10 Piores Lugares do Mundo Para Morar 2

Uma lista nada convencional resolveu reunir os 10 piores lugares do mundo para serem visitados. O site listverse, que reúne vários outros tipos de listas colocou, dentro dos piores lugares, o Brasil... em primeiro lugar!



10º lugar - Grande mancha de lixo do Pacífico, no Oceano Pacífico

Corresponde, em tamanho, à região sudeste do Brasil. Situa-se entre a Califórnia e o Havaí. Devido a um conjunto de interações marítimas chamadas Giro do Pacífico Norte, o lixo de várias regiões acaba chegando num mesmo lugar. Milhões de toneladas de lixo flutuam hoje na região que é considerada como o maior depósito de lixo do mundo.


lixo do pacífico

mancha de lixo do pacífico


9º lugar - Ilhas de Izu, no Japão

As ilhas de Izu são um grupo de ilhas vulcânicas localizadas no Japão. Devido à sua natureza vulcânica, a região sofre constantemente com o cheiro de enxofre. Os moradores foram tirados das ilhas em 1953 e 2000 devido à atividade vulcânica e níveis perigosamente elevados de gás. A população voltou em 2005, mas é agora obrigada a carregar máscaras de gás consigo para se proteger de elevações súbitas do gás. 

izu

ilhas de izu no japão


8º lugar - O portal do Inferno, no Turcomenistão

Na década de 50, em certa região do Turcomenistão, uma empresa de gás fazia perfurações, quando os geólogos, acidentalmente, abriram um buraco na terra. Ao perceber que dali saía gás para a atmosfera e que o trabalho seria inviável, resolveram atear fogo. Resultado: até hoje o fogo não cessou.

portal do inferno

porta do inferno


7º lugar - Jardim venenoso de Alnwick, na Inglaterra

Inspirado no Jardim Botânico de Pádua (Itália), é um jardim dedicado exclusivamente às plantas que podem matar. O jardim possui também uma licença especial para plantação de maconha e coca (plantações essas que se encontram dentro de grandes gaiolas). 

jardim venenoso da inglaterra

jardim venenoso de alnwick

6ª lugar - Mina de amianto, no Canadá

O amianto é um conjunto de seis minerais naturais de silicatos altamente valorizada pela sua resistência ao fogo e boa capacidade de absorção. É muito comum sua utilização em telhas e caixas d'água. A parte negativa é que a exposição constante a este material provoca várias doenças. É tão perigoso que a União Europeia proibiu várias minas de amianto na Europa. Mas, no Canadá, nas minas de Thetford, existem imensas minas de amianto a céu aberto totalmente operacionais. 

mina de amianto

minas de amianto no Canadá


5º lugar - Ilha de Ramree, na Birmânia

A ilha é um enorme pântano que serve de moradia para enormes crocodilos de água salgada. É considerado o pântano mais mortal do mundo. É também o lar do Anopheles, mosquito transmissor da malária, e de muitos escorpiões venenosos. Durante a Segunda Guerra Mundial, a ilha foi o local de uma batalha de seis semanas na campanha da Birmânia. Dos cerca de 1.000 soldados japoneses que entraram no pântano, apenas 20 foram encontrados com vida.

ilha de ramree

ilha mortal de ramree


4º lugar - Estrada de Yungas, na Bolívia

A estrada de cerca de 60 km é famosa por seu extremo perigo com estimativas indicando que de 200 a 300 viajantes morrem anualmente ao longo dela. Foi construída durante a Guerra do Chaco (conflito armado entre a Bolívia e o Paraguai que ocorreu entre 1932 e 1935) por prisioneiros paraguaios. Devido a declives de pelo menos 600 metros, largura de 3 metros e falta de acostamento, a estrada é considerada a mais perigosa do mundo. 

estrada de yungas

yungas na Bolívia


3º lugar - Vulcões de lama, no Azerbaijão

O Azerbaijão possui centenas de "vulcões de lama". Eles entram em atividade, ocasionalmente, com resultados espetaculares, mas geralmente não são considerados perigosos. A cada vinte anos, um vulcão de lama explode com grande força, dispara chamas a centenas de metros em direção ao céu e deposita toneladas de lama nos arredores. 

vulcões de lama

vulcão de lama do azerbaijão


2ª lugar - Zona de afastamento européia, na Ucrânia

É uma zona de exclusão de 30 Km que envolve o local do desastre nuclear de Chernobyl e é administrado por um grupo especial do Ministério Ucraniano das Situações de Emergência. Milhares de moradores se recusaram a sair ou, ilegalmente, voltaram para lá. Ao longo das décadas essa população diminuiu, caindo para cerca de 400 pessoas. O acidente de Chernobyl teve 400 vezes mais radiação do que as bombas atômicas de Hiroshima e Nagasaki.

zona de afastamento européia

chernobyl zona de afastamento


1º lugar - Ilha da Queimada Grande, no Brasil

Localizada a cerca de 35 km do litoral do Estado de São Paulo, é uma ilha desabitada e restrita a cientistas do Instituto Butantan. Isso tudo por uma boa razão. A ilha é considerada o maior serpentário natural do mundo, com quase cinco serpentes (Jararaca-ilhoa) por metro quadrado. Esse tipo de serpente possui mais de 50 cm de comprimento e é considerada a cobra venenosa com a peçonha mais potente do mundo. É necessário licença para desembarcar no local.

ilha da queimada grande

ilha da queimada brasil são paulo


BlogBlogs.Com.Br